Personal Trainer aponta como é a realidade da profissão em Fortaleza


Cursos de extensão ajudam profissional a posicionar-se como empresa.
Mercado está aberto, mas existe muita concorrên

Cursos de extensão ajudam profissional a posicionar-se como empresa.
Mercado está aberto, mas existe muita concorrência.
A academia e os alunos perseguem o personal trainer Ivan Xavier, 38 anos, aonde ele estiver. Na carreira há 17 anos, o professor e gerente da academia Corpo Livre, foi um dos pioneiros no estado quando o assunto é o treinamento individual. Hoje, ele colhe os louros de sua experiência. Tem alunos demais e tempo de menos. A saída que arranjou foi fazer consultorias via e-mail e telefone. Formado pela Universidade de Pernambuco (UPE) em 1993, Ivan já contabiliza em seu currículo quatro especializações e um curso de extensão.
O primeiro da lista foi o de nutrição esportiva pela Universidade Vale do Acaraú (UVA) de Minas Gerais, em 2001. Depois veio as de fisiologia (2002) e de musculação (2005) na mesma universidade. Pela Federal foi o curso de extensão em gestão de pessoas. Mas segundo ele, a responsável por dar uma alavancada em sua carreira foi a de administração e marketing estratégico feita em 2006 na Faculdade Decisão (Fade). “Com essa especialização passei a me ver como empresa. Tive mais noção do mercado e do que posso fazer para ter a fidelidade de um cliente. Todo personal precisa ter essa visão”, explica.
Com tanto a oferecer não poderia ser diferente. A agenda está sempre lotada. “Meu tempo está super apertado. O jeito para atender alguns é fazendo consultoria. O programa é feito toda pela internet e quando surgem dúvidas os alunos me ligam. Não é igual, mas já é um começo para os que querem se exercitar”, conta.
Para ser bem sucedido na carreira como Xavier a regra é uma só: “Nunca parar. É preciso estudar sempre”. Na entrevista dada ao Guia de Profissões, Ivan ainda deu outras dicas e avaliou como anda o mercado para essa nova demanda de profissionais.
Diário de Pernambuco – Como você vê a profissão de personal trainer hoje?
Ivan Xavier- Como um mercado extremamente promissor. Nos próximos dez anos vamos ter mais academias abrindo portas para isso. Sem contar que hoje o exercício se tornou um requisito básico para uma saúde melhor.
Qual a importância de um personal nos dias de hoje? Já que o tempo das pessoas está cada vez mais corrido?
Acredito que ele seja fundamental. Hoje, um personal se agrega à vida do seu cliente. Acaba virando um confidente, um amigo mesmo. Isso faz com que as pessoas se sintam bem ao realizar atividades. Aquele acaba sendo um momento agradável de um dia agitado e estressado. Muitos não abrem mão daquela horinha, porque é ali que desopilam, melhoram seu condicionamento físico e sua qualidade de vida.
Para quem pensa entrar no mercado, qual a sugestão?
Primeiro o conhecimento técnico, que é dado pela graduação. Depois o conhecimento específico para área que ele quer trabalhar, para saber como periodizar e aplicar o treinamento. Para os que podem, uma pós- graduação na área de administração também vale muito, assim ele fica conhecendo mais sobre o mercado. Mas o fundamental é nunca parar de estudar e buscar informações. O profissional que pára fica estagnado no tempo, não sabe das novidades para o meio. O mundo está acelerado e a cada dia surge algo de novo para todas as áreas.
E esse mercado como está? Qual a área mais promissora?
O mercado está aberto, mas existe muita concorrência. Os que estão entrando agora precisam tomar cuidado para não entrar em briga de vaidade. A melhor área com certeza são as academias de grande porte, voltadas para as classes A e B. Mas a parte de fisiologia, que é a ciência por trás de todos os exercícios, está crescendo e as academias de condomínios também. O medo das pessoas de sair de casa é um grande fator para o surgimento dessa área.
Você contou que chega a trabalhar até 16 horas por dia. A remuneração vale a pena?
Vale sim. Para quem começa, a média de salário é de R$ 25 a hora, mas pode chegar a R$ 60. No fim do mês, a rendachega a R$ 3 ou R$ 4 mil. Quem já está no mercado há mais tempo ganha na faixa dos R$ 10 mil. Vale tanto a pena que incentivei a minha mulher (Thais Gama) a entrar no ramo. Hoje, ela ganha o triplo do que ganhava como administradora.
Mas essas contas valem para Pernambuco?
Para os que trabalham na zona sul da capital e em bairros como Espinheiro, Casa Forte, sim. No estado em geral não. O mercado não é muito amplo pelo interior. O profissional tem que buscar onde está o público A,B, que é quem investe no personal. O melhor lugar para atuar continua sendo o eixo Rio- São Paulo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s